Pokémon Go: a caçada dos clientes

pokemon-1543353_1920

O fenômeno Pokémon Go chegou no Brasil com toda força, causando multidões de jogadores em calçadas, shoppings, praças e parques. E as marcas não podiam ficar de fora dessa oportunidade de criar posts e campanhas, envolvendo o público com os monstrinhos. É o Nintendo da atualidade que atinge diversas gerações em um lugar, ou melhor, em um mesmo mundo virtual.

O andar olhando para o celular mudou o sentido. Agora são Pikachus, Raichus, Zubats, Golbats, Glooms, Mankeys, entre outros Pokémons que estão espalhados pelos quarteirões das cidades ao redor do mundo. Os games estão atraindo consumidores, mudando as relações sociais e econômicas.  É uma maneira de estreitar os laços de confiança e fortalecer o engajamento dos usuários das redes, principalmente, no Facebook.

pexels-photo-168425

 

Foram empresas, organizações, companhias que aproveitaram para criar campanhas institucionais, associadas ou não às grandes causas como preservação ambiental e conscientização do trânsito, até mesmo, comerciais como caçar um pokémon por um café. São esses insights que só fazem a criatividade continuar evoluindo. E o melhor: aumentando as vendas e conquistando novos clientes. Já existem lojas que fazem as “PokeStops” que os jogadores podem capturar pokébolas, aumentando o nível de poder no jogo e, consequentemente, trazendo os seus amigos como novos consumidores.

Juliane Guez | Digital Content & Relationship Manager